Na crise, transformar dados em informação de valor é essencial

Transformar dados em informação é necessário para o sucesso do negócio/ Pixabay
Compartilhe

Transformar dados em informação é necessário para o sucesso do negócio/ Pixabay
Transformar dados em informação é necessário para o sucesso do negócio/ Pixabay

Estamos, sem dúvida, atravessando um período crítico, de mudanças e o novo coronavírus veio nos trazer algumas lições também do ponto de vista de gestão dos nossos negócios, das nossas informações e de como tomamos decisões.

Meu olhar usualmente é, por vocação, mais focado na gestão do relacionamento com o cliente.

Porém, se pararmos para pensar, transformar dados em informação de valor é algo que pode fazer diferença nas mais diversas áreas e tipos de negócios, com ou sem pandemia.

A primeira transformação pela qual estamos sendo demandamos é na forma como trabalhamos, propriamente dita.

O home office veio na “marra” impor o seu valor.

Com isso, vamos aprender que devemos focar mais nas entregas, do que no tempo que nossos colaboradores e fornecedores passam em frente ao computador.

A tecnologia está aí para apoiar nesse sentido e temos visto bem isso na prática.

Mas, para que essa forma de trabalho funcione precisamos conhecer nosso negócio.

Dispor de informações que nos ajudem a realizar uma gestão próxima, mesmo que à distância.

Interpretação de dados

Marcelo Openheimer, da Meeta Solutions / Divulgação

Não é de hoje que falamos que os dados são a mola propulsora para atingirmos resultados e um dos pilares da transformação digital.

Seja qual for o segmento de mercado que a empresa atue, não dá para realizar o processo de tomada de decisão sem informação e, principalmente, sem ser preditivo. 

Um dos erros mais comuns que se comete em projetos de data analytics é remeter-se ao passado.

Não basta ter uma foto da operação e reafirmar o que sabemos que já aconteceu.

Visão de futuro é o que importa, é preciso antever cenários (uma semana, três meses ou até no próximo ano).

É por isso que o Data Science pode ser um forte apoiador e fazer a diferença em tempos de crise. 

Outro ponto de atenção é pensar na integração desses dados e em como acabar com os nichos de controle.

No que tange especificamente à área de relacionamento com o cliente, quando se trabalha o conceito de customer centric é preciso enxergar de forma holística, ter uma visão de 360 graus. 

Mas, se transferirmos isso mais uma vez isso para uma visão geral do negócio, essa importância é ainda maior. 

Descentralização da informação

A descentralização da informação é um erro bem comum quando falamos de um projeto de data analytics.

Se não bastasse a diversidade de bases de dados, é muito comum elas estarem espalhadas em diferentes locais e não conversarem entre si.

Essas informações provenientes de diferentes origens, quando são cruzadas, iluminam processos de decisão com insights novos, que até mesmo quem domina o negócio, desconhece.

E é isso que faz a grande diferença nesse momento: transformar dados em informação de valor e agregar inteligência seja qual for a operação.

Em suma, essa é a hora de provar o poder que a informação tem para o sucesso do nosso negócio.

É hora de sermos mais preditivos, mais analíticos e, mais do que nunca, termos uma visão integrada e ampla de tudo o que acontece à nossa volta.

Seja qual for o ramo de atividades, ao final, o objetivo é o mesmo: conquistar, reter e fidelizar o cliente.

Dias melhores virão e se estivermos preparados para isso; se tivermos feito a lição de casa e tivermos trabalhado para transformar dados em informação de valor, os resultados serão surpreendentes.


Compartilhe
Previous Article

Coronavírus expõe limites do modelo do Vale do Silício

Next Article

Como a digitalização melhora a experiência do cliente

Veja também

Ambiente multicloud exige controle / Renato Cruz/inova.jor

Billing num mundo multicloud é desafio para 2019

Compartilhe

CompartilheOs benefícios trazidos pela flexibilidade do ambiente multicloud vêm com grandes desafios. Em 2019, um dos mais críticos será equacionar o faturamento (billing) de recursos e serviços distribuídos por incontáveis nuvens públicas. Empresas de todos […]


Compartilhe
O modelo de open banking dá ao consumidor controle sobre seus dados bancários / Renato Cruz/inova.jor

Open banking no Brasil: API or not API?

Compartilhe

CompartilheA Europa se prepara para uma revolução no setor bancário. Com a regulação sobre os open banks (bancos abertos) praticamente pronta, novas instituições financeiras apontam no horizonte uma nova realidade em que o correntista torna-se […]


Compartilhe