Provedores devem faturar R$ 2 bilhões com hospedagem em 2019

Provedores estão superando crise / OIST
Compartilhe

Provedores devem faturar R$ 2 bilhões com hospedagem em 2019
Provedores estão superando crise / OIST

O mercado está mudando para provedores brasileiros de hospedagem e infraestrutura de nuvem. O setor deve faturar R$ 2 bilhões em 2019.

A projeção é da pesquisa anual realizada pela AbraHosting e segue o ânimo do mercado com o segmento.

Afinal, empresas do setor encerraram o primeiro semestre de 2019 com crescimento de 25% na comparação com igual período de 2018.

Para o presidente da AbraHosting, Luis Carlos dos Anjos, o crescimento é surpreendente após cinco anos de desaceleração. 

“A velocidade do impulso verificado nestes últimos 12 meses aponta para uma aceleração até maior”, diz o executivo.

“Vai em confluência com o prognóstico isolado de alguns provedores. Falam em crescer até acima de 40% em certas classes de serviços”, afirma.

Provedores na mira

A pesquisa é realizada anualmente pela associação junto à sua base de associados. Ela responde por cerca de 60% do tráfego de internet no Brasil.

Dessa maneira, a AbraHosting conseguiu, também, identificar um novo movimento no mercado que pode estar ajudando nesse novo impulso.

“Um grande número de provedores está multiplicando suas receitas IaaS (infraestrutura como serviço) e PaaS (plataforma como serviço)”, comenta Luis Carlos dos Anjos.

Assim, ele aponta como exemplo os apps de delivery, transportes, serviços domésticos profissionais, streaming de vídeo e jogos interativos.

Além disso, grandes empresas estão migrando para a nuvem. Isso aumenta a demanda de serviços de provedores.

“No caso de empresas maiores, já existe uma cultura arraigada em favor da forma de entrega XaaS”, diz.

“Não só por questão de economia, mas também de confiabilidade, disponibilidade, performance e segurança.” 


Compartilhe
Publicação Anterior

Como conseguir investimento para sua startup

Próxima Publicação

Cada vez mais digital, mineração adota modelo 4.0

Veja também

Victorica (e.) e Mies (c.) falam sobre meios de pagamento / inova.jor

Como está a digitalização dos meios de pagamento

Compartilhe

CompartilheA pandemia do novo coronavírus acelerou a digitalização dos meios de pagamento. Gustavo Victorica, cofundador e COO da RecargaPay, e Jean Mies, presidente para a América Latina da Adyen, conversam sobre serviços financeiros digitais com […]


Compartilhe