Quais são os caminhos para a Indústria 5.0

Indústria 5.0: Milton Ribeiro, CEO da SPS Group, no evento ERP Experience: Bem-vindo a 2050
Compartilhe

A manufatura passa por um momento de profunda transformação. Vivemos a quarta revolução industrial, e nos preparamos para adotar o conceito de Indústria 5.0, que combina a digitalização à sustentabilidade e coloca as pessoas no centro dos processos.

Em 26 de agosto, fui mediador da mesa-redonda A inovação aplicada à indústria de manufatura, durante o evento ERP Experience: Bem-vindo a 2050, organizado pela SPS Group.

Durante o webinar, foram discutidos temas como os benefícios da computação em nuvem, a integração dos sistemas de gestão empresarial (ERP, na sigla em inglês) com software de automação da produção e adoção de inteligência artificial e análise de dados.

Digitalização acelerada

Milton Ribeiro, CEO da SPS Group, destacou que o ERP é a ponte para a transformação digital. “O ERP traz a interconexão entre os setores de uma empresa, não só setores, mas também pessoas. Traz a padronização de processos, a eliminação de erros que possam se repetir e, com isso, traz a redução de custos também. O ERP vem se transformando. Ele conecta não somente os departamentos da empresa, mas também faz as empresas se conectarem”, afirmou.

A conexão com a produção foi um dos pontos destacados por Maurício Engel, coordenador de Logística da SL Brasil. Segundo ele, a interoperabilidade do SAP Business One foi decisiva para a sua adoção na empresa: “O SAP foi mais bem indicado para o trabalho entre plataformas. Podemos trabalhar no padrão Windows, web ou Android”, concluiu.

Inteligência de dados

Daniel Carvalho, gerente de Suprimentos e Tecnologia da Informação (TI) da Pita Bread, afirmou que a empresa passou três fases na implementação da tecnologia. Em 2008, foi contratado um sistema para informatizar o que era feito de forma analógica. Quatro anos depois, a empresa migrou para o SAP e, nos últimos anos, o sistema foi integrado ao Power BI (Business Intelligence), o que agilizou a tomada de decisão.

“O ganho aconteceu com o colaborador. Ele deixou de ser o que faz o registro da informação e passou a ser aquele que analisa o que está colocando ali dentro, melhorando a qualidade da informação”, destacou Carvalho.

Segundo Daniel Cabrera, head da SAP Business One, 76% das transações do mundo todo passam por um sistema da SAP. Ele afirmou que esse número pode crescer ainda mais com a redução dos custos trazida pela nuvem. “Temos isso disponível para qualquer tamanho de cliente, pode ser o pequeno ou o médio. Antigamente, só os grandes clientes tinham acesso a tecnologia de ponta, porque isso custava muito”, afirmou.

A Indústria 5.0 foi um dos temas debatidos durante o evento ERP Experience: Bem-vindo a 2050

Compartilhe
Previous Article

Participe do evento ERP Experience: Bem-vindo a 2050

Veja também

Transformação Digital - O que é e por que vale a pena investir?

Por que vale a pena investir na transformação digital

Compartilhe

CompartilheComo a digitalização acelerada que vivemos tem afetado pessoas e empresas? Conversei sobre transformação digital com Marcelo Rocha, vice-presidente da Zendesk Brasil, e o professor e palestrante Fernando Kimura. Você também pode assistir à conversa […]


Compartilhe

Deixe um comentário