Quais são os desafios da segurança em tempos de pandemia

Com a mudança de comportamento das pessoas, a segurança precisa ser revisada / Pixabay
Compartilhe

Com a mudança de comportamento das pessoas, a segurança precisa ser revisada / Pixabay
Com a mudança de comportamento das pessoas, a segurança precisa ser revisada / Pixabay

Em épocas de exceção, todas as camadas da sociedade são afetadas.

A atual pandemia causada pela covid-19 deixou governos, empresas e pessoas de praticamente todos os países do mundo em estado de atenção e preocupação constante.

Essa situação obriga muitas empresas a se reinventar e buscar por soluções inovadoras para sobreviverem.

E, com isso, lançam-se tendências que ajudarão a moldar o futuro das relações empresariais pós-pandemia.

Mudanças no cotidiano

Denilson Colodetti Pinheiro, da SegurPro / Divulgação

O isolamento social deixou as cidades vazias. O mundo virtual tornou-se a realidade mais presente para a população.

Essa mudança de rotina obrigou a todos a se adaptarem a um novo mundo. 

Se já nos perguntávamos como estávamos nos adequando a chamada Quarta Revolução Industrial, agora agregamos a pergunta de qual será a realidade do futuro?

Como será esse chamado novo mundo? 

As grandes empresas adaptaram-se rapidamente ao trabalho remoto, o home office.

A dúvida que persiste é se, quando a pandemia for extinta, estas empresas voltarão a seus antigos modelos de trabalho, todos juntos aglomerados em escritórios.

Comércios se viram obrigados a fechar suas portas e muitos migraram suas negociações para a internet.

Quantos deles reabrirão suas portas quando tudo isso passar?

Um novo mundo surgirá e com ele novas formas de se pensar e trabalhar. 

Essa mudança de cenário com as pessoas dentro de casa e muitos comércios fechados fez com que assaltos a mão armada, homicídios, roubos despencassem.

Em contrapartida, a intensificação da utilização da internet para transações comerciais e até reuniões e trocas de informações, torna a rede, quando desprotegida, o ambiente perfeito para os criminosos virtuais atacarem. 

Transformação nas empresas

Estas novas demandas precisam de soluções inovadoras.

E a área de segurança tem a missão de responder rapidamente a elas.

O mercado tem passado por importantes transformações no decorrer dos últimos anos, em parte pautadas pelas oportunidades que as novas tecnologias proporcionam, como também pelas necessidades e contingências do dia a dia.

Muitas delas estão sendo intensificadas por esta nova situação. 

Inovações como centros de controle que operam remotamente, por exemplo, garantem o monitoramento das empresas sem colocar em risco a saúde de pessoas.

Além disso em situações como essa que vivemos atualmente continuam em pleno funcionamento sem gerar necessidade de contingências por parte das empresas contratantes.

A utilização de drones com tecnologia embarcada em diversas áreas da segurança também cresce exponencialmente a cada ano.

A inteligência artificial em câmeras de vídeo, áudio e em centros de controle cada vez mais incorpora camadas de gestão e segurança em diversos processos, com funcionalidades cada vez mais preventivas, o que muitas vezes antecipa riscos, aumenta a produtividade e consequentemente reduz custos.

Cada vez mais usuários e clientes querem suas informações via aplicativo, na palma das mãos, uma realidade que inclusive na segurança já faz parte do portfólio de algumas empresas.

Novas necessidades

A mudança radical agora é adaptar suas funcionalidades para atender as novas necessidades. 

As empresas que se utilizam dos serviços especializados oferecidos pelas companhias de segurança privada também estão em busca de novidades e tendências no mercado.

A quebra de paradigmas no setor é iminente e está se materializando cada vez mais rápido.

A expectativa que deve se confirmar em breve é de uma mudança de cultura para quem contrata esses serviços, o que vai acelerar um processo de avanços tecnológicos que o setor já vinha traçando e que se mostra ainda mais necessário e eficiente em situações críticas como a que estamos vivendo.

A tecnologia agregada aos recursos humanos na prestação dos serviços de proteção de patrimônios, pessoas, segurança do trabalho e inclusive da cadeia produtiva.

E o importante é saber como fazer essa transformação. 

Segurança

Uma das mudanças esperadas pelas empresas, governos e pessoas será a necessidade do aumento da segurança em diversos segmentos, como acontecem em situações extremas.

Produtores e estoques de alimentos, de produtos de higiene, de medicamentos e insumos hospitalares, o patrimônio das empresas, parque fabril, estas áreas estão ainda mais preocupadas com sua segurança. 

Com a mudança no comportamento social e de consumo será essencial verificar se os clientes, geralmente grandes empresas, líderes em seus segmentos de atuação, estarão preparados para quebrar paradigmas e buscar soluções para garantir a segurança de seus patrimônios, e muitas vezes com uma pressão generalizada para baixar seus custos. 

As empresas que nos últimos anos investiram em tecnologia para fortalecer a segurança de seus negócios serão menos impactados e, de certa forma, saem na frente.

A tendência é encontrar novas funcionalidades para seus investimentos, muitas vezes aliando os dispositivos de segurança para apoiar no safety de seus times.

Essa pandemia enfatizou a relevância e importância da segurança para as pessoas dentro de uma organização.

A tecnologia e o conhecimento se aliam para a entrega de serviços mais específicos, integrados a sua cadeia de valor e focados nas reais necessidades dos clientes. 

Para isso, todo o setor de segurança privada deve estar preparado para criar e oferecer produtos e serviços que possam auxiliar as forças oficiais a manter em segurança as empresas e pessoas de todo o Brasil. 

  • Denilson Colodetti Pinheiro é diretor de Tecnologia e Relações Institucionais da SegurPro


Compartilhe
Previous Article

Como se preparar para ter sucesso na nuvem

Next Article

Como garantir a sustentabilidade na indústria

Veja também

Com o 5G, crescem as discussões sobre O-RAN / Unsplash

Quais são os desafios de implementação da O-RAN

Compartilhe

CompartilheAs discussões em torno do 5G fazem com que as discussões sobre O-RAN (sigla de Open Radio Access Network ou rede aberta de acesso via rádio) também ganhem espaço entre empresas, operadoras e entidades do setor […]


Compartilhe
Recrutadores têm dificuldade de encontrar profissionais qualificados de tecnologia da informação / Leonardo Rizzi/Creative Commons

Por que sobram vagas em tecnologia da informação

Compartilhe

CompartilheEmpresa de tecnologia da informação (TI) procura profissional com ou sem experiência, formado ou estudante de cursos na área, para contratação imediata. Remuneração: a combinar. Benefícios: ambiente de trabalho moderno, flexibilidade de horários, possibilidade de […]


Compartilhe