Oxigênio, da Porto Seguro, lança novo modelo de aceleração

Compartilhe

Escritório da aceleradora Oxigênio, em São Paulo, que irá receber startups para programa de aceleração
Aceleradora vai receber startups no escritório de São Paulo / Divulgação

A Oxigênio Aceleradora, da Porto Seguro, lançou um novo ciclo de aceleração de startups.

Os interessados podem se inscrever até 23 de junho, no site da aceleradora.

A principal mudança em relação às edições anteriores é que o programa será equity free. Ou seja, os participantes não precisam abrir mão de nenhuma participação societária para serem acelerados.

Voltado para startups em fase de tração, tem como objetivo impulsionar empresas em estágios mais avançados.

As startups terão o acompanhamento de mentores de mercado, equipe da Oxigênio e executivos da empresa.

Serão selecionadas até 10 startups por ciclo, com dois ciclos por ano, sendo quatro meses de aceleração no escritório da empresa em São Paulo.

Oportunidades

O programa oferece às startups selecionadas oportunidade de créditos em consultorias jurídicas, designer, growth, desenvolvimento e assessoria de imprensa.

Além disso, elas recebem créditos em nuvem, plataforma de contratação de desenvolvedores e vouchers de desconto com parceiros.

A Porto Seguro vai ainda provocar encontros com parceiros e clientes do grupo, a fim de proporcionar oportunidades de negócios para as startups.


Compartilhe
Publicação Anterior

Uber faz hackathon em busca de inovações de mobilidade

Próxima Publicação

Votorantim: ‘Precisamos mostrar que inovação é para todos’

Veja também

A Biva quer promover o encontro entre quem quer crédito e quem tem dinheiro pra investir / Biblioteca Juan San Martin/Creative Commons

Fintech brasileira Biva aposta em crédito estudantil

Compartilhe

CompartilheEm épocas de crise, o crédito fica mais caro para quem precisa usar no próprio negócio. De outro lado, investidores ficam receosos em investir seu dinheiro em negócios promissores. Pensando neste mercado, a fintech brasileira […]


Compartilhe
A Locaweb registrou um aumento na demanda por serviços de hospedagem de sites / Renato Cruz/inova.jor

Empreendedores enfrentam a crise via internet

Compartilhe

CompartilheA crise tem incentivado o empreendedorismo digital no Brasil. O País tem hoje, segundo o Registro.br, 3,8 milhões de domínios registrados. Há um ano, eram 3,6 milhões. Raquel Dalastti, gerente de Marketing de Produtos  IaaS e PaaS […]


Compartilhe