Por que a tecnologia gera maior eficiência nos locais de trabalho

Um local de trabalho eficiente possui traz diversos resultados positivos / Pixabay
Compartilhe

Um local de trabalho eficiente possui traz diversos resultados positivos / Pixabay
Um local de trabalho eficiente possui traz diversos resultados positivos / Pixabay

No atual cenário, millenials formam a maior parte das funções de trabalho em diversas organizações.

É imprescindível que a atenção e investimento em boas soluções tecnológicas esteja evoluindo na mesma proporção que a expectativa desses funcionários.

Um local de trabalho eficiente possui como resultado diversos aspectos benéficos, como, por exemplo, maior produtividade dos funcionários, melhor colaboração, satisfação e retenção de talentos, além de gerar economia de energia e de espaço.

Um local de trabalho com alto desempenho é aquele que mantém em total equilíbrio o investimento entre pessoas, processos, ambiente físico e tecnologia para, assim, proporcionar uma ótima experiência ao colaborador.

Segundo pesquisa realizada pelo Gartner, os investimentos mundiais em TI no ano de 2019 somarão US$ 3 trilhões com alta de 3,2% em relação à 2018.

A consultoria aponta que o crescimento se deve à mudança de conceito da TI, que não será mais vista apenas como uma plataforma de execução de negócios, mas sim, um impulsionador.

Esses dados comprovam que a implementação de algumas tecnologias e soluções voltadas ao local de trabalho não devem ser encaradas como um aumento de custos, mas como meios capazes de gerar um crescimento na margem de lucro do empresário.

Otimização de espaço

Algumas soluções estratégicas, se implementadas pelas empresas, ajudam a aumentar a eficiência, dentre elas a otimização do espaço de trabalho, redução do tempo de inatividade e automação da TI.    

A otimização do espaço de trabalho permite que os locais sejam utilizados com eficiência contribuindo para a economia dos custos de energia, além de permitir uma maior integração entre os colaboradores.

Com a utilização de dispositivos eficazes os profissionais podem reduzir a desordem nas baias e garantir a segurança de dados, mesmo com a mobilidade, mantendo as informações seguras e restritas à autorizados.

Alguns desafios técnicos são percebidos durante as reuniões, como por exemplo os atrasos devido à problemas técnicos.

Nesse caso, a solução é aderir às soluções para escritórios inteligentes e garantir a eficiência. 

Como consequência, há um aumento da produtividade, da agilidade e os funcionários se tornam cada vez mais integrados no ambiente de trabalho.

O gasto com a inutilização de equipamentos, situação que compromete o desempenho dos colaboradores, pode ser resolvida com a otimização do tempo de inatividade.

Ataques cibernéticos, erros, quedas ou falhas do hardware podem, também, resultar em perdas.

Automação de TI

Contar com uma infraestrutura robusta de TI aliada à dispositivos duráveis e confiáveis previne e elimina esses riscos além de proteger os usuários de eventuais perdas de dados ou roubo de credenciais.

A automação da TI beneficia a empresa como um todo a partir do momento em que tarefas rotineiras e repetitivas passam a ser realizadas de forma automática.

O primeiro impacto positivo é que o tempo anteriormente gasto com essas atividades passa a ser direcionado para a resolução de situações mais complexas.

Utilizando a tecnologia certa, as equipes de TI podem executar algumas atualizações de software, diagnósticos de dispositivos e reparos remotamente, sem enviar alguém ao local.

Estudo apresentado pelo IDC mostra que, para os próximos cinco anos, o setor de recursos tecnológicos continuará crescendo intensificando ainda mais as variedades de recursos conhecidas atualmente.

Isso mostra a necessidade de as empresas se atentarem cada vez mais à essa realidade e buscar entender de que forma ela pode impactar a maneira como os negócios se desenrolam em seu dia a dia, tornando-se disruptivos e inovadores nos mercados em que atuam.


Compartilhe
Previous Article

Como o reconhecimento facial pode ajudar durante a pandemia

Next Article

O que muda na arquitetura com o design generativo

Veja também

Legislação brasileira não protege métodos de negócios nem funcionalidades de software / George Buchholz/Creative Commons

Como a propriedade intelectual protege as fintechs

Compartilhe

CompartilheVivemos uma ascensão das empresas que utilizam ferramentas tecnológicas para prestação de serviços financeiros, as fintechs. Em outras palavras, empresas de soluções inovadoras que buscam facilitar a realização de transações financeiras como empréstimos e pagamentos, […]


Compartilhe